Motorista de Eliza Clívia causou acidente que matou a cantora, conclui inquérito

A polícia concluiu o inquérito que investigou a morte da cantora Eliza Clívia, 37 anos, ex-vocalista da banda Cavaleiros do Forró, e do marido dela, o baterista Sérgio Ramos. Os dois morreram em um acidente no dia 16 de junho na cidade de Aracaju, em Sergipe.

De acorco com a delegada Daniela Lima,  a responsabilidade do acidente foi de Clebton José dos Santos, motorista do carro da cantora, que não teria prestado atenção à sinalização da via. O relatório foi concluído com base nos depoimentos de sobreviventes, testemunhas, análise do laudo pericial do local do acidente, das imagens e do veículo.

O motorista está em Arapiraca, Alagoas, se recuperando de ferimentos causados pelo acidente. Ele foi ouvido na cidade. “Ele não tem memória do choque. Mas tem um relato de momentos antes de que estava utilizando um GPS para se guiar, já que não conhecia a cidade”, informou a delegada ao “G1 SE”.

Segundo o laudo, a velocidade do ônibus variava entre 48 km/h a 62 km/h. Já o automóvel estava a 22 km/h no momento que invadiu a preferencial. De acordo com os peritos, o tempo de reação do motorista do ônibus foi de pouco mais de um segundo, o que não conseguiria impedir a colisão, mesmo que ele estivesse na velocidade da via que era de 30 km/h.

O que você pensa sobre isso?