Mulher joga filha de três anos de ponte no oeste da Bahia; criança sobrevive e está internada

Uma mulher de 22 anos atirou a filha, de três, de uma ponte na cidade de São Desidério, no oeste da Bahia. Depois de jogar a criança, ela pulou no mesmo local. O caso ocorreu no início da tarde de terça-feira (26). As duas estão internadas no Hospital do Oeste, em Barreiras, nesta quarta (27).

A criança teve fraturas no braço e nas pernas e a jovem fraturou a coluna. Não há informações sobre o estado de saúde das duas. De acordo com o delegado Carlos Ferro, responsável por investigar o caso, um inquérito já foi instaurado para saber o que aconteceu.

Uma das testemunhas ouvidas pelo delegado contou que ouviu um barulho e, quando chegou na ponte, eram mãe e filha já debaixo da ponte. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e populares ajudaram no resgate, por medo da criança se afogar no riacho.

A jovem deve prestar depoimento quando tiver alta, porque ainda não tem condições de falar do acontecido, conforme o delegado. Familiares dela foram ouvidos nesta quarta-feira. Eles alegaram que ela toma remédio controlado.

“Ela realmente toma remédios, mas ainda não sabemos se são controlados. Estamos apurando a situação e ela vai passar por perícia de sanidade mental, para saber se ela é doente ou não”, explicou o delegado. Ele disse ainda que o caso é delicado porque é reincidente na família dela.

“Esse caso está sendo investigado com cuidado, porque existe um histórico na família. Há 10 anos atrás o pai dela matou a mãe e se matou em seguida. Então, precisamos saber se ela tem depressão, por exemplo, para saber se ela tem condições de responder por tentativa de homicídio”, ponderou.

Fonte: G1

O que você pensa sobre isso?